Tradutor

segunda-feira, 18 de abril de 2011

OXUMARÉ

A RENOVAÇÃO
Renovar significa tornar novo, modificar, recomeçar, brotar. A renovação dos seres é o campo preferencial do orixá Oxumaré, que é representado pelo Sagrado Arco-Iris. Pai Oxumaré é a renovação contínua, em todos os sentidos da vida de um ser. É também a renovação das religiões, que faz com que, de tempos em tempos, sejam criadas novas formas de cultuar as Sagradas Divindades de Olorum, mais de acordo com cada época e cultura.Renovação é aperfeiçoamento constante e para isso, não podemos cultivar tristezas nem mágoas.
O que importa é, principalmente, a renovação do nosso íntimo, com disciplina, trabalho e consciência tranqüila, para nos conectarmos com Olorum e divinizarmos o nosso espírito.
Aperfeiçoamo-nos a cada dia, aprimorando as nossas ações e purificando os nossos sentimentos e emoções. Para que aconteçam as renovações, Pai Oxumaré atua lenta e sutilmente na vida dos seres diluindo sentimentos, atitudes e uniões desequilibradas , direcionando-os, até que descarreguem os acúmulos de energias negativas, reequilibrando-os.
Muitos vêem a religião como escape, achando que ela os livrará de dificuldades e provações, mas não fazem nenhum esforço para mudar radicalmente as suas vidas. Olham apenas as desvantagens e provações presentes e esquecem as realidades eternas.Temos o poder de escolha e o que queremos ser depende de nós. Ninguém está isento de dificuldades, mas quem recebe as palavras de Olorum no coração e renova seu íntimo, seus sentimentos e suas atitudes, quando vêem a aflição, não se torna inquieto, sem confiança e nem desanimado.
Encontramos Olorum na alegria da natureza, no canto, na musica, na dança, na fartura do alimento comum, no Amor aos semelhantes, na bênção do ancião, no sorriso da criança, no Amor do casal feliz ou no trabalho diário, Pai Oxumaré é o Divino Trono da Renovação da vida, a Divindade Unigênita de Olorum o orixá que tanto dilui as causas dos desequilíbrios quando gera em si as condições ideais, para que tudo seja renovado, já em equilíbrio e harmonia.
A nós umbandistas, cabe-nos purificar nosso íntimo, renovar a religiosidade e a Fé nos Sagrados orixás, lidando simultaneamente com o nosso meio, sem nos dissociarmos de nada ou de ninguém à nossa volta. É importante que alcancemos os dons das virtudes e da harmonia e que assumamos as nossas responsabilidades para com a vida, tornando-nos auxiliares do nosso Divino criador. Olorum quer que cada alma seja um centro emanador das Suas Luzes Divinas.
Salve Nosso Divino Pai Oxumaré !


PAI OXUMARÉ


oxumareee
Pai   
                
Pai Oxumaré é um dos orixás mais conhecidos, e no entanto é o mais desconhecido dos orixás dentro da Umbanda, pois os médiuns só cultuam a orixá Oxum, que na linha da Concepção forma com ele a segunda linha de Umbanda. O Divino Trono da Renovação da Vida é a divindade unigênita de Olorum que é em si mesmo o orixá que tanto dilui as causas dos desequilíbrios quanto gera em si as condições ideais de existência para que tudo seja renovado, já em equilíbrio e harmonia. Ele desfaz o que perdeu sua condição ideal de existência e deve ser diluído para reagregado em novas condições.
Pai Oxumaré é um orixá temporal, cósmico, ativo e a sua atuação é alternada, pois dilui todas as agregações que perderam suas condições ideais ou estabilidade natural e seu fator renovador renova um meio ambiente, uma agregação, uma energia, um elemento e até os sentimentos íntimos dos seres.
Oxumaré é um orixá que rege a sexualidade e seu campo preferencial de atuação é o da renovação dos seres, em todos os aspectos. O aspecto positivo de Oxumaré, que nos chega pelas lendas dos orixás, é que ele simboliza a renovação. Isto é verdadeiro, e o aspecto é que ele é andrógino, ou parte macho e parte fêmea, isto não é verdade. Uma divindade planetária não tem qualidades bissexuais, logo desrespeitaram uma divindade que humanizou algumas de suas qualidades, atributos e atribuições somente para acelerar nossa evolução e nos conduzir pelo caminho reto.
Oxumaré é a renovação contínua em todos os aspectos em todos os sentidos da vida de um ser. É identificado com Dã, a Serpente do Arco-Íris, pois irradia as Sete cores que caracterizam as sete irradiações divinas que dão origem às Sete Linhas de Umbanda. Ele atua nas sete irradiações como elemento renovador. Oxumaré é a renovação do Amor na vida dos seres. E onde o Amor cedeu lugar à paixão, ou foi substituído pelo ciúme, cessa a irradiação de Oxum e inicia-se a dele, que é diluidora tanto da paixão como do ciúme.
Na linha da Fé, se alguém não está evoluindo em uma religião ou doutrina, ele atua no emocional do ser, anulando em seu íntimo a atração que ele sentia por aquela religião, conduzindo-o a outra, cuja doutrina o auxiliará a evoluir no caminho reto. Esse Pai dilui ultrapassados sobre Olorum e Suas Divindades, como na Umbanda, e renova, devolvendo os orixás aos domínios de Olorum e renovando-os na mente e nos corações dos fiéis.
Oxumaré renova o Amor e a sexualidade na vida dos seres, os conceitos, teorias e fundamentos,os juízos, as ordenações, as doutrinas religiosas e até o reencarne.
Oxumaré é o diluidor dos acúmulos de energias minerais. Tanto da Natureza quanto dos seres, tornando-os sutis e conduzindo-as  para o alto ou para o mental. Os seres com desequilíbrios perdem toda a capacidade mental e só se guiam por suas necessidades emocionais ou instintivas, que neste caso são negativas e obsessivas. A atuação de Pai Oxumaré é lenta e sutil e ocorre pelo emocional, ao qual ele envia estímulos cristalinos que vão diluindo as pesadas energias minerais.
Assim como dilui uma religiosidade que está atrasando a evolução de uma pessoa, encaminhando-a para outra religião, Oxumaré faz o mesmo com o ser que desenvolveu uma negatividade sexual que o está paralisando e sobrecarregando. Após descarregá-lo e   redirecioná-lo o conduz a uma nova união, para que retome sua evolução equilibrada e na linha reta.
Renovação é a palavra-chave que bem define o divino Oxumaré que, em seu aspecto negativo tem um mistério chamado por nós de “ Sete Cobras ou  “ Sete Caminhos Tortuosos” que é por onde transitam todos os seres que saíram do caminho reto e entraram nos desvios da vida, que sempre conduzem aos caminhos da morte.

5 comentários:

  1. sera q isso quer dizer q os filhos de oxumare q são homens serão gays e as q são mulheres serão lesbicas,transformar uma pessoa no q ela não é ou não quer ser; isso é equilíbrio ou estaria mudando a ordem natural das coisas e contrariando o proposito de Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não posso te dizer nada concreto em relação a sua duvida, mas oq posso te dizer é que no meu ponto de vista não tem nada haver. Sei que tem um Orixa, q é o Odé e Otim, q esses sim, se tu não faz os rituais e os cortes e obrigações corretas eles podem afetar a sexualidade da pessoa. mas em questão ao Oxumaré, nunca ouvi falar nada a respeito.
      Apenas é isto que sei, pois minha linha é apenas Umbanda e Quimbanda, Não CULTUAMOS Orixás. Entao não tenho muito conhecimento em relação ao assunto. Apenas postei esse assunto no blog pq a maioria dos terreiros cultuam Orixás... Agradeço pela visita ao meu Blog, espero que tenha gostado, e que eu tenha ajudado em algo! Abraço Andressa

      Excluir
    2. so se for 7 vezes arco iris e 7 vezes mulher o meu e 7 vezes arco iris e 7 vezes cobra

      Excluir
  2. Meus queridos amigos... a interpretação de vocês está errada... O Orixá não vai interferir em nada na sexualidade dos médiuns... O que acontece é que um Orixá com fator renovador e irradiador grandioso, atuando em todo o planeta... 6 meses exerce a irradiação Masculina e 6 meses feminina... E de certa forma axessuada... iguais anjos sem sexo específico... Só energia... só espírito... Isso a compreensão do Orixá e suas diversas responsabilidades Planetárias com a Humanidade... Agora nada disso interfere com o médium... Isto só uma questão de entendimento da Divindade... É quase considerado um Elemental... Exemplo semelhante podemos citar o Orixá Ossain... segue características semelhantes... assuntos para pesquisarmos mais... obrigado amigos..

    ResponderExcluir
  3. Ederson de J. Ribeiro27 de agosto de 2016 14:51

    Axé meus irmãos. gostei da explicação acima e gostei também do comentario. Conheço pouco das histórias dos nossos amados orixás, porém creio na fé, como explicação. deixemos que nossa fé decida o que é correto, assim aprenderemos muito mais. Cada um de nós vivemos nossa verdade. Assim é a Umbanda e suas doutrinas. Que pai Oxalá possa abençoar a todos nós. Axé meus amados.....

    ResponderExcluir